sábado, 25 de março de 2017

Na mídia


Para ler na íntegra : http://www.cemaden.gov.br/cemaden-recebe-visita-de-alunos-integrantes-de-projeto-de-extensao-cientifica/ 
Fonte: CEMADEN 

sexta-feira, 24 de março de 2017

Hora do planeta


Conforme orientação técnica da D.E. de São José dos Campos no dia 16 de Março, envolvemos os estudantes na Hora do Planeta.


As luzes foram apagadas durante 60 minutos e aproveitamos para conversar sobre as mudanças climáticas.
É preciso compreender a linha de tempo que começa no final do século 18 com a Revolução Industrial e sua expansão na segunda metade do século 20. Isso gerou um grande aumento de emissões de gases de efeito estufa na atmosfera.  O aumento da emissão de gases de efeito estufa por queima de combustíveis fósseis (dos automóveis, das indústrias, usinas termoelétricas), queimadas, desmatamento, decomposição de lixo tem consequências que são irreversíveis na natureza.  
Os desafios para alcançar a sustentabilidade do planeta nos apontam uma necessidade urgente de agir, e a nossa escola tem uma proposta pedagógica que fortalece  a participação dos estudantes em processos de transformação, uma vez que possibilita o protagonismo que vai intervir nas relações entre os estudantes e a coletividade e consequentemente em um espaço mais sustentável. Todas as ações ambientais da escola estão centralizadas na Agenda Ambiental Escolar. 
Referência : INPE - Mudanças Climáticas. 

quarta-feira, 22 de março de 2017

Visita ao CEMADEN


O Cemaden atua no monitoramento das ameaças naturais em áreas de riscos em municípios brasileiros suscetíveis à ocorrência de desastres naturais, além de realizar pesquisas e inovações tecnológicas que possam contribuir para a melhoria de seu sistema de alerta antecipado, com o objetivo final de reduzir o número de vítimas fatais e prejuízos materiais em todo o país.

Os principais desastres naturais registrados no Brasil são decorrentes tanto de excesso de água — deslizamentos em encostas, desmoronamentos, inundações, enxurradas — quanto decorrentes de sua escassez — colapso de safras agrícolas e de sistemas de abastecimento de água a populações humanas e animais, causadas por secas no Nordeste e em outras áreas susceptíveis, como Sul e Sudeste.


O Cemaden opera 24 horas por dia, sem interrupção, monitorando, em todo o território nacional, as áreas de risco de 957 municípios classificados como vulneráveis a desastres naturais. Entre outras competências, envia os alertas de desastres naturais ao Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad), do Ministério da Integração Nacional (MI), auxiliando o Sistema Nacional de Defesa Civil. 

Pluviômetro semiautomático 

A Débora nos recepcionou e explicou a proposta do Cemaden Educação que atua junto às escolas de Ensino Médio localizadas em  áreas de riscos de desastres socioambientais. A proposta visa contribuir para uma cultura da percepção de riscos de desastres  e da construção de sociedades sustentáveis e resilientes. 


Agradecemos a oportunidade de conhecer  as atividades operacionais  na sala de situação e todo o processo que envolve a atuação coordenada entre vários  órgãos em relação à gestão de monitoramento e alertas, alarme e articulação, resposta e mobilização.

terça-feira, 21 de março de 2017

Visita Pedagógica na UNESP

Imagem UNESP 
Estação Meteorológica 



Agradecemos a todos da UNESP de São José dos Campos  pela oportunidade de conhecer os laboratórios do Curso de Eng° Ambiental e toda a infra estrutura que a faculdade oferece para os alunos que estão concluindo o Ensino Médio. Foi uma experiencia incrível. Agradecemos especialmente a Professora Luana pela parceria no desenvolvimento da Estação Meteorológica no Ensino Médio Integral.